Casamento: as mulheres perdem mais o interesse por sexo

Revista contato 123038

Imprimir Falta homem. Lançado no início do ano nos Estados Unidos, o livro faz sucesso analisando a enrascada romântica da 'nova solteira' - independente, bem-sucedida, estudada, malhada, viajada, elegante, com vida social intensa e intelectualmente inquieta. Nos grandes centros urbanos, esse grupo é cada vez mais numeroso e importante. Do primeiro, com André Wanderley, nasceu Rafaela. Enquanto estou assim deposito minhas energias em outros projetos, minhas filhas e meu trabalho. Só que, no fundo, o que todo mundo procura é a pessoa certa. O livro que deu origem à série acaba de sair no Brasil. Aqui, o placar é praticamente empatado.

Para o psicanalista especializado em relacionamentos, Sergio Savian, as mulheres de hoje encaram naturalmente o fato de estarem solteiras, sem qualquer constrangimento. Elas ganham o dinheiro, estudam, fazem carreira, moram sozinhas, fazem academia, saem para as baladas, paqueram, tudo isso sem constrangimento. Por fim, você tem mil e uma maneiras de se entreter, se ocupar e ter prazer com a viver. As pessoas simplesmente se tornaram menos inclinadas ao casamento tradicional. Só sonha com isso quem realmente gosta de fantasiar. A mulher é quem decide se quer se relacionar. Quer fixar-se por dentro de mais algumas vantagens que você pode explorar durante a sua solteirice? Ela pode ainda malhar o tempo que quiser, afinal, ninguém a espera em casa.

Fotos Felipe Morozini. E que, segundo Ana, nada tem a ver com dúvida de amar. E se der vida certo, aos 40 você casa. Mas aí, e os filhos?

Leave a Reply

Your email address will not be published.